Saúde materna em Moçambique

As taxas de parto cesárea podem ser um indicador de saúde em populações vulneráveis?

Resumen

Este estudo tem o objetivo de refletir sobre a saúde materna em Moçambique tendo como ponto central a discussão se as taxas de cesárea nessa população podem ser utilizadas como um indicador de saúde. A justificativa para este estudo parte da premissa que as fragilidades no setor de saúde pública de Moçambique levam ao aumento da realização de cesáreas evitáveis, principalmente, durante a assistência emergencial de mulheres em situação de vulnerabilidade, como exposto na mídia. O material de análise envolve os documentos oficiais do Ministério da Saúde de Moçambique e da Organização Mundial da Saúde. Conclui-se que não existem argumentos para que se tente atingir uma determinada taxa de cesáreas, e sim priorizar o atendimento pré-natal, abrangendo toda a região do país, em especial, para as comunidades mais pobres e que vivem em regiões afastadas dos centros de saúde.

Citas

Carta de Ottawa. In 1ª Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde. (1986). Ottawa, Canadá. Retrieved from http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/carta_ottawa.pdf

Chavane, L. A., & Gonçalves, C. M. de D. (2019). Inequalities in Maternal and Child Health in Mozambique : A Historical Overview. IDS Working paper 526. Brighton.

Lindelow, M. (2002). Health care demand in rural Mozambique: evidence from the 1996 / 97 household survey. FCND discussion paper no. 126. Washington. Retrieved from http://ageconsearch.umn.edu/bitstream/16420/1/fc020126.pdf

Long, Q., Kempas, T., Madede, T., Klemetti, R., & Hemminki, E. (2015). Caesarean section rates in Mozambique. BMC Pregnancy and Childbirth, 15(1), 1-9. DOI: https://doi.org/10.1186/s12884-015-0686-x

Makanga, P. T., Schuurman, N., Sacoor, C., Boene, H. E., Vilanculo, F., Vidler, M., Magee, L., von Dadelszen, P., Sevene, E., Munguambe, K., & Firoz, T. (2017). Seasonal variation in geographical access to maternal health services in regions of southern Mozambique. International Journal of Health Geographics, 1-16. https://doi.org/10.1186/s12942-016-0074-4

Ministério da Saúde (MISAU). (2010). Observatório da Equidade: Avaliação do progresso da equidade na saúde Moçambique. Retrieved from https://www.equinetafrica.org/sites/default/files/uploads/documents/Moz%20EW%20Port%20Oct2010.pdf

Ministério da Saúde (MISAU). (2013). Plano Estratégico do Sector da Saúde PESS 2014-2019. Maputo. Retrieved from http://www.misau.gov.mz/index.php/planos-estrategicos

Ministério da Saúde (MISAU), Instituto Nacional de Estatística (INE), & ICF Internacional (ICFI). (2013). Moçambique Inquérito Demográfico e de Saúde 2011. Calverton, Maryland, USA: MISAU, INE e ICFI.

Ministério da Saúde (MISAU). (2015). Análise da mortalidade nacional - Moçambique 2009-2013. Maputo. Retrieved from https://www.moasis.org.mz/wp-content/uploads/2015/08/Publication_Relatorio-analise-completa-SIS-ROH-2009-2013_Final.pdf

Mueia, M. (2018). Moçambique: Cresce o número de cesarianas em adolescentes na Zambézia. Deutsche Welle Notícias. Retrieved from https://www.dw.com/pt-002/moçambique-cresce-o-número-de-cesarianas-em-adolescentes-na-zambézia/a-42735849

Organização Mundial da Saúde (OMS). (1986). Social justice and Equity in Health, a Report of a WHO Meeting. Copenhagen.

Organização Mundial da Saúde (OMS). (2009). Monitoring Emergency Obstetric Care. Genebra: WHO Press.

Organização Mundial da Saúde (OMS). (2015). Declaração da OMS sobre taxas de cesáreas. Genebra. Retrieved from https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/161442/WHO_RHR_15.02_por.pdf?sequence=3

Organização Mundial da Saúde (OMS). (2016). WHO recommendations on antenatal care for a positive pregnancy experience. Retrieved from https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/250796/9789241549912-eng.pdf;jsessionid=9EFD5473EC466AA3447CE04330127D00?sequence=1

Organização Mundial da Saúde (OMS). (2018). WHO recommendations: non-clinical interventions to reduce unnecessary caesarean sections. Genebra. Retrieved from https://www.who.int/reproductivehealth/publications/non-clinical-interventions-to-reduce-cs/en/

Saúde materna em Moçambique: taxas de parto cesárea
Publicado
2021-02-18
Cómo citar
Inácio, R. S., Corradi-Perini, C., & Gomes, M. (2021). Saúde materna em Moçambique: As taxas de parto cesárea podem ser um indicador de saúde em populações vulneráveis?. Revista Iberoamericana De Bioética, (15), 01-10. https://doi.org/10.14422/rib.i15.y2021.008
Sección
Miscelánea