Um paralelo entre o médico nas novelas de Luigi Pirandello e o médico na sociedade brasileira contemporânea

  • Marina Barguil Macedo Universidade Federal de São Paulo - Unifesp
  • Plínio da Silva Macêdo Universidade Federal do Piauí

Resumen

Os tipos representados nas novelas de Luigi Pirandello constituem caracteres humanos cuja atualidade é incontestável. Assim sendo, propõe-se um comparativo da representação do médico em Pirandello com o seu correspondente na realidade brasileira contemporânea, focando-se no aspecto da conduta profissional. As novelas O dever do médico, A mosca e O outro filho foram analisadas à luz do atual código de ética médica, trazendo problematizações antigas que persistem atuais. A leitura de textos de Pirandello instiga o pensamento crítico sobre a atuação do médico, motivando o estabelecimento de uma relação médico-paciente baseada na troca de vivências e no compartilhamento de decisões.

Biografía del autor/a

Marina Barguil Macedo, Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

Mestra em Imunologia - Universidade de São Paulo

Residente em Clínica Médica - Universidade Federal de São Paulo

Graduação em Medicina - Universidade Federal do Paiuí

Plínio da Silva Macêdo, Universidade Federal do Piauí

Professor Titular de Periodontia - Universidade Federal do Piauí

Mestre e Doutor em Periodontia - Faculdade de Odontologia de Bauru - Universidade de São Paulo

Citas

Barbosa, G. A., Oliveira Andrade, E. de, Brandão Carneiro, M., & Gouveia, V. (Coord.) (2007). A saúde dos médicos do Brasil. Brasília: Conselho Federal de Medicina.

CFM - Conselho Federal De Medicina (2018). Resolução CFM Nº 2.217/2018. Recuperado de https://sistemas.cfm.org.br/normas/visualizar/resolucoes/BR/2018/2217.

Dias, M. S. (Org.) (2008). 40 novelas de Luigi Pirandello. São Paulo: Companhia das Letras.

Nobel Prize (2018). Luigi Pirandello - Banquet Speech. Recuperado de http://www.nobelprize.org/nobel_prizes/literature/laureates/1934/pirandello-speech.html

Taine, H. (1863). Histoire de la Littérature Anglaise. Paris: Librairie Hachette et Cie.

Wellek, R. (1959). Hippolyte Taine’s Literary Theory and Criticism. Criticism, 1(1), 1-18.

Williams, R. (2002). Tragédia moderna. Tradução de Betina Bischof. São Paulo: Cosacnaify.

Publicado
2019-02-21
Cómo citar
Barguil Macedo, M., & da Silva Macêdo, P. (2019). Um paralelo entre o médico nas novelas de Luigi Pirandello e o médico na sociedade brasileira contemporânea. Revista Iberoamericana De Bioética, (9), 1-13. https://doi.org/10.14422/rib.i09.y2019.009
Sección
Miscelánea